um show coletivo daqueles que não acabam mais

Estive no Salão de Atos da Ufgrs em Porto Alegre no show histórico que marcou 30 anos de uma turnê de artistas do estado que foram até o Rio de Janeiro. A epopeia na época foi batizada de MPG (Música Popular Gaúcha). Seguem alguns momentos em fotos:

Gelson Oliveira, uma voz inconfundível, composições com garra e coração.
Zé Caradípia e filha, relembrando Asa Morena, um clássico que sempre emociona.
Adriana Deffenti e Raul Ellwanger, num encontro de gerações dedicadas à música latino-americana.
Berenice Azambuja, a maior cantora de fado-vanerão do Brasil.
Bebeto Alves, um ícone de ontem, hoje e amanhã.
Hermes Aquino, lenda irreverente.
Ayrton do Anjos (Patineti), o culpado por tudo.
Marcelo Fruet & Os Cozinheiros, botando novo gás na cena.
Raul Ellwanger, muito aplaudido, era pura emoção.

Marcelo Delacroix, gigante da nova geração.
Nelson Coelho de Castro, é o cara da MPG.

Postagens mais visitadas