Desafio P&B

Garopaba 2014
Topei o desafio do mestre Marco Antonio via Facebook e postei cinco fotos em preto e branco, uma por dia. Fazia parte do jogo também convidar cinco amigos pra darem prosseguimento e deixarem a time line de todo mundo mais interessante. Pois foi um festival de fotografias legais.

Agora trago elas aqui pro blog.

Aproveito pra contar um pouco mais sobre o trabalho que venho fazendo com o amigo Marcelo Bacaltchuk. No início do ano, ele montou um laboratório analógico P&B no banheiro de hóspedes do seu apartamento. Desde então, tiramos a poeira de nossas máquinas, compramos filmes e temos fotografado Porto Alegre e outros lugares que eventualmente visitamos.

As cinco fotos que postei foram produzidas neste laboratório, num processo artesanal.

Vale lembrar, pra quem não viveu o século 20, como funciona esse processo. Após queimadas as 36 poses, revelamos os negativos em uma bobina, com químicos revelador e fixador. Daí escolhemos as melhores imagens para ampliar na sala escura, só com uma fraca luz vermelha.

O processo de ampliação começa na projeção da imagem com luz branca em cima de um papel fotossensível. Pra isso, temos que ajustar o foco e o tempo de exposição. Uma por uma. Depois banha-se os papéis em químicos revelador e fixador. Pronto. Parece uma baita mão. E é. Mas é um intervalo benéfico na rotina automatizada do dia-a-dia. Vale a pena!

Lembrando que pra postar as fotos na internet, tive que escaneá-las. Todavia, não usei programas de edição de imagem.
Rio de Janeiro 2014
Garopaba 2014
Buenos Aires 2014
Porto Alegre 2014

Postagens mais visitadas