Festival mais antigo do RS completa 40 anos



Nesta Semana Santa o mais antigo festival nativista do Rio Grande do Sul chega à sua 40ª edição. Desde a gênese é realizado na barranca do rio Uruguai, para a confraternização e apreciação da música regional situada na fronteira - pois, além margem das águas, há a irmã de arte Argentina.

O "Festival da Barranca" sempre foi pouco midiático. A participação é exclusiva para homens convidados, incluindo-se músicos e apreciadores, que acampam e vivem quatro dias em confraria. A idealização e organização deve-se ao grupo Os Angüeras, de São Borja.

Certa vez o jornalista e letrista Luiz Sérgio Metz (Jacaré) sintetizou o encontro anual como um "comício de espíritos", expressando-lhe seu devir.

Postagens mais visitadas