Rio ISO 125 - a revelação de três filmes preto & branco


Três rolos de filme 36 poses, Ilford FP4, ISO 125, encontrados no depósito de uma garagem. O material estava na casa da família de um amigo meu, no bairro Bom Fim em Porto Alegre (RS). Pertencia ao seu tio Isaac. Dentista, amava fotografia e tinha um mini-laboratório analógico de revelação e ampliação que nunca usou enquanto vivo. No início de 2015, após sua morte, ajudei a ativar o equipamento e descobrimos junto dele as três bobinas nunca reveladas.

O projeto Rio ISO 125 consiste na edição destas fotografias, utilizando o próprio minilab do tio Isaac, montado no banheiro da casa onde ele morou.

O processo foi de aprendizado, mistério e descoberta. Quando a química fez emergir estas inesperadas imagens de férias na cidade do Rio de Janeiro, provavelmente nos anos oitenta (de acordo com a lembrança da vó), ficamos curiosos para entender que viagem teria sido aquela. Ninguém sabia ao certo. Seria o auge de sua vida de solteiro? Portanto, produzimos narrativas a partir das poses captadas pelo tio, na tentativa de reviver o momento, interpretando sob nossa ótica do presente.

Depois de pronto o trabalho, remexendo nas caixas e coisas de Isaac, encontramos outra peça que parece compor a história: uma carta escrita a mão, dentro de um envelope, sem selo de postagem. Dizia: "Por que você não muda pra cá? Vem ficar comigo".


Postagens mais visitadas