...lembrando o Manifesto Contra o Tradicionalismo

Tau Golin é professor-pesquisador, autor de títulos como A Fronteira, volumes I e II (L&PM), relatos históricos fundamentais sobre a formação das fronteiras ao sul do Brasil. É também um dos principais críticos ao gauchismo.

Em 2007, o historiador lançou o Manifesto Contra o Tradicionalismo, em colaboração com colegas e alunos. O texto está publicado na internet e recebeu importantes signatários. Acredito que o documento é um norte para pensarmos criticamente o gauchismo. Dele podemos tirar diversos temas de pesquisa e contestação.

Entre os itens que o compõem está o seguinte.

5.. Somos contra o Tradicionalismo, porque ele é um movimento organizado na sociedade civil, de natureza privada, mas que desenvolveu uma hábil estratégia de ocupação dos órgãos do Estado, da Educação e de controle da programação da mídia, conseguindo produzir a ilusão de que o tradicionalismo é oficialmente a genuína cultura e a identidade do Rio Grande do Sul. A "representação" tomou o lugar da realidade.

Leia o Manifesto Contra o Tradicionalismo na íntegra aqui.

Leia aqui entrevista que realizei com o historiador, publicada na revista Aplauso.

No mês de maio de 2007, como editor, publiquei o manifesto no jornal independente Cadafalso, em Passo Fundo RS. A capa trazia uma charge do cartunista Leandro Dóro (foto).

Postagens mais visitadas