Humberto solo gaúcho


Estou meio atrasado, pois a notícia já não é mais nova. Pero, acreditando que muita gente andava de férias, off-line, vou fazer o devido registro aqui.

Humberto Gessinger está gravando seu primeiro disco solo (mesmo). E vai ter influência gauchesca.

O líder dos Engenheiros do Hawaii foi um dos atrevidos precursores da fusão entre ritmos nativistas e rock, lá em 1986, quando lançou o LP Longe Demais das Capitais, contendo a milonga-rock que dá título ao disco. Por mais que ele não tenha se interessado muito pela briga com os aiatolás da tradição, disseminou em escala de massa o relaxamento de fronteiras, hoje muito em voga.

O novo disco terá participação de grandes nomes, como Bebeto Alves, Luiz Carlos Borges e Nico Nicolayewski. Participam da banda base jovens músicos que tem praticado o melting pot sulino, como Rodrigo Tavares e Rafael Bisogno (foto).

Com muita gaita nos arranjos, podemos imaginar dois resultados possíveis: 1) Humberto deverá se aproximar de canções que marcaram sua carreira e conquistaram o coração bairrista de muitos fãs, como Ilex Paraguariensis; 2) Gessinger chegará a algo mais ousado e sintonizado com a música feita nos anos dois mil.

Se for um pouco do 1) e do 2) também estará de bom tamanho. H e G, lado a lado (parafraseando-o).

Acompanhe as gravações no blog do compositor: BloGessinger.

Postagens mais visitadas