A verdadeira Bahia é o Rio Grande do Sul

Já li tantas análises sobre esta música, além de inúmeras explicações viajantes do próprio Caetano. Hoje revisitei-a e refleti o seguinte:

Caetano quis valorizar a sana gauchesca de se identificar com algo que acredita ser original. Mas ao colocar o gaúcho no universo paradoxal com o qual brinca nesta letra, acaba nivelando-o a outras expressões culturais, tais como a baianidade e a indústria norte-americana. Botou o gaúcho no divã! "Ó, Ego, minha bombacha é importada?"

Rock'n'Raul
Caetano Veloso

Quando eu passei por aqui
A minha luta foi exibir
Uma vontade fela-da-puta
De ser americano

(E hoje olha os mano)

De ficar só no Arkansas
Esbórnia na Califórnia
Dias ruins em New Orleans
O grande mago em Chicago

Ter um rancho de éter no Texas
Uma plantation de maconha no Wyoming
Nada de axé, Dodô e Curuzu
A verdadeira Bahia é o Rio Grande do Sul

Rock'n'me
Rock'n'you
Rock'n'roll
Rock'n'Raul

Hoje qualquer zé-mané
Qualquer caetano
Pode dizer
Que na Bahia
Meu Krig-Ha Bandolo
É puro ouro de tolo

(E o lobo bolo)

Mas minha alegria
Minha ironia
É bem maior do que essa porcaria

Ter um rancho de éter no Texas
Uma plantation de maconha no Wyoming
Nada de axé, Dodô e Curuzu
A verdadeira Bahia é o Rio Grande do Sul

Rock'n'me
Rock'n'you
Rock'n'roll
Rock'n'Raul

Postagens mais visitadas