Entrincheiramento pela contra-hegemonia


Aqui de longe, interessei-me por um dos lançamentos da 55° Feira do Livro de Porto Alegre (RS), encerrada no último final de semana. O compêndio “Mídia e Identidade Gaúcha” (Edunisc, 2009) promete voltar os holofotes para um aspecto determinante no entendimento da cultura sulina contemporânea.

O livro reúne trabalhos que discutem a forma como a mídia constrói a identidade gauchesca.

Os professores Ângela Felippi (UNISC) e Vitor Necchi (PUCRS) organizaram o volume com textos de doze pesquisadores, de diversas universidades. São reflexões sobre a identidade hegemônica nos meios de comunicação do Rio Grande do Sul.

Não irei me aprofundar no tema em questão, pois ainda não li o livro. Mas sendo otimista, espero que seja um marco importante na legitimação de um viés mais crítico sobre a cultura do estado.

É no mínimo um alento na contra-hegemonia das cartilhas tradicionalistas, ao menos nos meios acadêmicos.

“Mídia e Identidade Gaúcha” está disponível no site da Edunisc.

Postagens mais visitadas